Home
Comenius na Escola MEA PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

alt

Comenius no Jornal "Diário do Minho"

Filme da visita comenius

Estiveram presentes na nossa escola, entre os dias 11 e 15 as delegações das escolas europeias com quem desenvolvemos o projeto intitulado A cultural project through Europe wonderland. Depois das seis viagens efectuadas ao longo destes dois anos letivos foi altura de Portugal  receber os nossos parceiros de Siauliai (Lituânia), Szczecin (Polónia), Resita (Roménia), Erbiceni (Roménia), Zile (Turquia), Verona (Itália) e Espanha (Avilés), num total de 20 alunos e 15 professores.

Comenius no site da Câmara M. Vila Verde

alt

Video sobre Portugal

video sobre Portugal (locução em inglês)

Foram cinco dias muito intensos em que as atividades desenvolvidas tinham como mote central a gastronomia. Daí, a realização de um Show Cooking, com o Chefe Vinagre na Escola Profissional Amar Terra Verde, em que o bacalhau e o frango pica-no-chão estiveram no centro das atenções; diferentes delegações apresentaram o trabalho já realizado sobre as receitas tradicionais de cada país com vista à produção conjunta de um livro de receitas, cuja tarefa será concluída em Verona. A título de curiosidade as receitas que o nosso país apresentou foram as pataniscas, o pica-no-chão e o leite-creme. Em conjunto foi também produzida uma toalha de mesa alusiva ao projeto. Nas partes compostas pela nossa escola foi usada a temática alusiva aos lenços dos namorados, bem como a literatura portuguesa com excertos de poemas de Sá de Miranda e Luís de Camões.

alt

Obviamente, que grande parte do tempo foi usado para dar a conhecer a nossa região, bem como a cidade do Porto e de Coimbra e alguns dos seus pontos de interesse cultural, histórico ou turístico.

A semana Comenius começou com música e poesia. O cantador vila verdense, Pedro Santana, no hall da escola, deu conhecer os cantares populares locais. Momento alto foi a audição do Hino da Europa com um coro de alunos do ensino articulado da Música dirigidos pela professora Liliana Nogueira. Seguiu-se um momento de poesia e música erudita, divulgando esta interessante dimensão da escola. Depois de um intervalo para um lanche de boas-vindas procuramos apresentar os diferentes espaços educativos da escola e em alguns deles foram desenvolvidas atividades específicas, como as demonstrações desportivas, desde o ténis de mesa ao boccia, a medição da tensão arterial, glicose, ritmo cardíaco, alcoolemia. A escola mobilizou-se para mostrar aquilo que de melhor temos e se faz.

alt

Na tarde desse dia fomos para as cidades de Vila Nova de Gaia e Porto. As caves da Real Companhia Velha e o Vinho do Porto foram o tema central da tarde, até porque é, seguramente, um dos produtos nacionais mais conhecidos internacionalmente. A degustação de vinho, obviamente que apenas pelos adultos, motivou à compra de alguns exemplares pelos professores estrangeiros e de alguns alunos para levar para os seus pais. Ainda no Porto foi possível, num percurso a pé, visitar a Sé do Porto, a Estação de Comboios de São Bento, a Avenida dos Aliados, a igreja dos Clérigos com a sua famosa torre e a bela Livraria Lello, considerada como a terceira livraria mais bonita do mundo!!!

Do dia seguinte, fomos visitar a cidade de Guimarães. Obviamente que o seu castelo, a capela de S. Miguel, o Paço dos Duques de Bragança e o centro histórico foram locais obrigatórios. Neste dia a chuva pregou-nos uma pequena partida. O almoço decorreu nas instalações locais da Universidade do Minho. No fim do almoço rumamos a Viana do Castelo. A igreja de Santa Luzia e a subida ao seu zimbório despertou a curiosidade de muita gente, enquanto outros ficaram em baixo ou mesmo a meio, receosos da subida algo íngreme que dava oportunidade a alcançar mais longe a vista da bela paisagem minhota da região do Lima. O Museu do Traje permitiu conhecer os diferentes tipos do traje regional de Viana que é uma das mais interessantes particularidades da cultura minhota. O dia terminou, com frio, na praia do Cabedelo, pois ver o Oceano Atlântico aguçava a curiosidade de alunos e professores dos países mais orientais, sobretudo da Roménia. Pena que o sol, escondido entre as nuvens, que ameaçavam chuva, tenha “boicotado” o programa que prometia um “sunset” que se queria brilhante.

alt

Quarta-feira. O dia mais longo. Na companhia do diretor do Agrupamento, professor Rodrigues, fomos para a cidade do conhecimento. Durante a viagem até Coimbra a Lara, a Juliana e a Catarina do 8º B mostraram o trabalho realizado na preparação de umas canções que foram cantadas na língua de cada país. Este percurso foi muito animado, pois alunos e professores procuravam cantar todas as canções, mas neste particular o melhor estaria reservado para a viagem de regresso. A Universidade de Coimbra com a sua riquíssima biblioteca joanina, a capela de S. Miguel, a sala dos Capelos, a prisão académica, entre outros espaços, fez as delícias de nacionais e estrangeiros. A animação de grupos de alunos universitários que circulavam pelos espaços da Universidade deu um colorido especial à manhã. Ainda antes do almoço, num percurso pedestre, passamos pela Sé Nova, pela Sé Vela, pelo Arco da Almeida, e entramos no Mosteiro de Santa Cruz, local que serve de panteão, pois lá estão sepultados os nossos dois primeiros chefes de Estado, os reis D. Afonso Henriques e D. Sancho. Depois de almoçar na cantina da Faculdade de Química visitamos o renovado Museu Machado de Castro que merece ser visitado pelos alunos, sobretudo os do 7º ou do 8º ano, devido aos períodos históricos que mostra. Bom, o dia terminou com animação no cais de Gaia. Não só porque as Sara e a Lisa, alunas da delegação italiana vibravam com a notícia da eleição do Papa Francisco, mas também porque o jantar foi francesinha. Não esquecer que o tema era a gastronomia. A viagem de regresso foi animadíssima, pois depois do ensaio da manhã, as canções estrangeiras estavam afinadíssimas. Também “a minha alegre casinha”, versão Xutos e Pontapés, fez as delícias de toda a gente.

Na Quinta-feira, a manhã foi passada Vila Verde. Às 8:25, hora letiva. Os alunos participaram na aula dos alunos que foram seus anfitriões. Os professores foram recebidos pelos seus colegas de Inglês, Educação Física, Ciências Naturais, Matemática, Artes. Por volta das 10:00 fomos recebidos na Câmara Municipal de Vila Verde pela senhora vereadora da Educação, Drª Júlia Fernandes que apresentou o concelho de Vila Verde nas suas vertentes económicas, sociais, culturais, com destaque óbvio para o lenço dos namorados. De referir que a CMVV prestou uma colaboração preciosa neste nosso projeto, ao longo destes dois anos, mas de modo particular na semana que estava a decorrer. A visita à Aliança Artesanal antecedeu o já referido Show Cooking, na Escola Profissional Amar Terra Verde que colaborou com a nossa escola neste nosso projeto. O Museu Terras de Regalados e a igreja paroquial de S. Saio de Pico de Regalados, ocuparam o início da tarde. Fomos recebidos pelo Sr. Padre Senra e pela Srª D. Maria José que nos guiaram pela igreja paroquial e pelo Museu. A professora Laura Gomes, a solo, no órgão setecentista da igreja, ou acompanhada à flauta pelo professor Avelino interpretaram peças musicais barrocas de Haendel, Pachelbel e Bach. Também a Mariana Gonçalves teve a oportunidade de mostrar os seus dotes musicais. A finalizar um passeio a Ponte de Lima.

alt

À noite realizou-se o jantar oficial. A escola engalanou-se para receber os nossos convidados. A decoração de muito bom gosto, os efeitos luminosos, a música e a gastronomia do chefe Domingos fizeram a combinação perfeita para uma noite animadíssima. O Rancho Infantil e Juvenil de Pico de Regalados mostrou a todos o folclore da região. Foi um dos momentos altos da noite pois permitiu dar a conhecer in loco, com os seus trajes e as danças, aquilo que em Resita, na Roménia, alunos e professores tentaram mostrar com os trabalhos e demonstrações feitas. O jantar foi animado com a participação do grupo musical dos professores da Escola de Moure que deu a conhecer a música tradicional portuguesa. Por fim, as músicas e danças populares de cada um dos países contribuíram para um fim de festa bem agitado. Esta noite especial só foi possível com a presença e a colaboração dedicada de funcionários, professores e das pessoas e grupos envolvidos, a quem, particularmente, agradecemos.

Sexta feira foi também um dia grande, pois era muito importante o dia na Escola. Celebrava-se a Páscoa. A comunhão pascal, o concurso de Tapetes de Flores, o concurso das Mesas de Páscoa deram à escola uma animação tal que não era fácil conciliar os trabalhos do grupo Comenius que decorriam no Auditório com o que se passava por toda a escola. Na primeira parte da manhã foram apresentadas as receitas tradicionais de cada país. Também os alunos tiveram oportunidade de realizar um workshop de pintura com motivos dos lenços de namorados dinamizado pela professora Laura Machado. A integração do grupo no trabalho das turmas foi natural, fossem os alunos nas turmas dos seus colegas, fossem os professores na sala da direção de turma da professora Graça Pereira. Interessante, na altura da visita Pascal foi a presença na sala de católicos, muçulmanos, cristãos ortodoxos, cristãos protestantes numa cerimónia com algum cariz religioso. Depois da passagem da Cruz foi tempo de apreciar as iguarias que cada delegação trouxe para compor a mesa pascal. Depois deste momento foi tempo de finalizar os trabalhos com a apresentação da toalha de mesa Comenius que resultou do trabalho colaborativo de todas as delegações e que teve uma preciosa ajuda da D. Madalena e da D. Rosa. Depois de assinada por todos os elementos do grupo, a toalha ficará exposta na escola.

alt

No final do almoço, o grupo partiu para a cidade de Braga onde depois de visitar alguns dos monumentos mais significativos da cidade, Bom Jesus do Monte, a capela da Falperra e a Sé de Braga, os grupos tiveram algum tempo livre para as compras finais. A visita a Portugal chegava ao fim. Por volta das 19:00 despedíamo-nos da delegação espanhola. Ao longo da madrugada fomo-nos despedindo das restantes delegações. Às 7:45 da manhã deixávamos na Estação de Camionagem de Braga, rumo ao aeroporto Francisco Sá Carneiro, a delegação da Lituânia.

Este grupo irá encontrar-se pela última vez, para concretizar o projeto, em Verona, na Itália entre 13 e 17 de maio. 

Ver todas as fotografias (link no email)

Teatro apresentado na visita à Lituânia

 
RocketTheme Joomla Templates